Honorio Bicalho

  • Distrito de Nova Lima

Distrito de Nova Lima. Local de passagem da Estrada Real, Honório Bicalho fica às margens do rio das Velhas. No bairro encontra-se o Santuário de Bom Jesus de Matozinhos, cuja construção foi finalizada em 1760.
No entanto, ao longo dos anos, passou por várias reformas. Lá ocorre todos os anos, entre 7 e 21 de setembro, o jubileu de Bom Jesus de Matozinhos. Nesse período, muitos romeiros sobem o morro onde se localiza o santuário para cumprir promessas. 
O Santuário do Bom Jesus hoje é administrado pela Congregação Pequenas Missionárias de Maria Imaculada. Outras duas festas famosas são a Cavalhada e a Festa de São José Operário. Em 1890, foi inaugurada no local uma estação ferroviária que fazia parte do trecho Belo Horizonte – Rio Acima. A estação ganhou o nome do engenheiro responsável pelo trecho, Honório Bicalho. Devido a atividade mineradora da Saint John del Rey Mining Company na região a estação possuía um grande movimento, e a localidade ficou conhecida com o nome do engenheiro. 
No distrito foi inaugurada a trilha Parque Rio das Velhas, com 30 quilômetros, que se inicia no distrito de Mazagão, município de Itabirito. Durante o percurso, entra-se em contato com diversos tipos de vegetação, como cerrados e campos rupestres. 
Honório Bicalho possui natureza exuberante com destaque para os cursos d'água que formam cachoeiras e poços como o Poço Azulão de 2 metros de altura e forma uma piscina natural para banhos, além de vários cursos d'água, presentes nas matas do Zumbi, das Sete Voltas, das três Barras, das Cambimbas, Luzia da Mota e a Vargem de Lima.

Fonte: http://www.descubraminas.com.br/Turismo/DestinoAtrativoDetalhe.aspx?cod_destino=13&cod_atrativo=3538

SantuarioBomJesus
Compartilhe esta página:
Serviços
Viva, experimente, descubra.
Explore

dicas

Banquetas d’água
“Canais artificiais abertos no solo para a condução das águas captadas em nascentes ou ribeirões até os reservatórios das máquinas de tratamento do minério; foram de grande relevância no contexto histórico de Honório Bicalho... Com a desativação das minas, as banquetas não possuem, atualmente, nenhuma utilização industrial, mas foram incorporadas no cotidiano dos moradores, que usam as trilhas ao lado dos regos para fazer caminhadas e passeios. Em alguns casos, as águas das banquetas ainda são utilizadas para o abastecimento doméstico. São muito conhecidas as banquetas de Matozinhos, Zumbi, Maias, Vinte e Sete Voltas e Azulão” (Prefeitura de Nova Lima).

Usina do Gaia
A antiga “Casa de Força” foi inaugurada em 1903 para gerar energia elétrica aproveitando o manancial aquífero do Ribeirão dos Macacos, através de construção de barragem e canal de desvio das águas para alimentar a usina.
Sua capacidade inicial era de 310 KVA, tensão de 2300 Volts e geração em 50 Hz. O seu objetivo era gerar energia elétrica para iluminação, funcionamento de máquinas e principalmente para melhoria do sistema de ventilação das minas, proporcionando aos funcionários melhores condições de trabalho. A Usina funcionou até 1995. O prédio é um belo exemplar da arquitetura eclética.


Cachoeira das Vinte Voltas
Possui três quedas d'água, sendo a ultima de aproximadamente de 30 metros de altura.
31  3581-8423 / 3542-5623

Poço Azulão
Constituído por uma queda d'água de aproximadamente de dois metros de altura e de profundidade e seis metros de largura.

Trilha Parque Rio das Velhas
Com 30 quilômetros, é um corredor de ecoturismo, com o objetivo de promover atividades sustentáveis regulares para a conservação de matas ciliares.
Começa no distrito de Marzagão, em Itabirito, passa pela cidade de Rio Acima e termina em Honório Bicalho.
31  3581-8423 / 3542-5623