Ouro Preto

  • Vila Rica
  • 70.281 Habitantes

Ladeiras íngremes, casarões coloniais, arquitetura barroca, religiosidade e muita história. Esses são alguns dos marcos do município. Reconhecida pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade, com mais de 300 anos, Ouro Preto, localizada há 95 km de Belo Horizonte, está entre as cidades históricas mais importantes do país.

Andar pela cidade é fazer uma viagem no tempo. É mágico subir e descer as famosas ladeiras de paralelepípedos em busca de cultura e lazer, passear pela movimentada Rua Direita, entrar em suas lojinhas de pedras preciosas lapidadas, observar a beleza da Praça Tiradentes e, como pano de fundo, o imponente Museu da Inconfidência.

A cidade possui diversas igrejas e algumas representam o auge do barroco mineiro, tendência artística da época, com obras de grandes artistas, como Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho.

Gastronomia e festas também são destaques na cidade. Restaurantes servem pratos da suculenta culinária mineira e, para quem gosta de diversão, Ouro Preto possui uma das mais animadas festas de Carnaval do país. Também é conhecida pelas repúblicas, moradias de estudantes universitários. A tradicional Festa do 12, que acontece todo ano no feriado de 12 de outubro, recebe uma multidão de ex-alunos em busca de recordações do passado.

Antigas minas de ouro também podem ser visitadas. E aí a história é retomada. O município nasceu em 1711, com o nome de Vila Rica. Poucos anos depois, em 1720, foi escolhida como a capital da capitania das Minas Gerais.

A cidade serviu como campo de manifestações históricas e culturais na época da descoberta do ouro no país. Foi cenário da Guerra dos Emboabas e do movimento da Inconfidência Mineira, no século 18, em que uma elite dominante lutou contra a exploração do ouro, principalmente da Corte Portuguesa, em favor de melhores condições de vida para o povo brasileiro. Nesse período, Tiradentes (Joaquim José da Silva Xavier) foi enforcado em praça pública, tornando-se mártir da libertação do povo aos domínios de Portugal.

Ouro Preto só manteve sua preservação original devido à mudança da capital para Belo Horizonte, em 1897.

Conhecer Ouro Preto é  uma experiência inesquecível. 

Igreja São Francisco
Igreja
Tapetes para Corpus Christi
Feira de Pedra Sabão
Igreja São Francisco
Interior da Igreja do Pilar
Vista do Museu da Incofidência
Pico do Itacolomy
Praça tiradentes-Foto: Eduardo Tropia
Semana Santa - Foto Eduardo Tropia
Vista Jacuba Foto Eduardo Tropia
Museu Noturna_Foto Eduardo Tropia
Rua São José Faria_Foto Eduardo Tropia
Compartilhe esta página:

ATRATIVOS

Capela de Nossa Senhora da Piedade

Nos arredores de Ouro Preto é a última das que foram construídas na Serra de Ouro Preto, por ocasião da revolta chefiada por Felipe dos Santos, em 1720. Essa data coincide com a inscrição que se lê na penha da cruz do alto da empena, acima do telhado, que é certamente uma data de conclusão da obra.

É uma das capelas mais antigas de Ouro Preto e com características do primeiro estilo situada num platô e circundada pelas ruínas negras e calcinadas do arraial, no Morro de Pascoal da Silva.

A construção em canga, sob a forma de matações é marcante dos primeiros anos do século XVIII e do local; à semelhança das capelas de Sant'Ana e São João, igualmente no Morro da Queimada, mas com a diferença de que os guarnecimentos de portas e janelas são em cantaria. 

Museu de Ciência e Técnica da Escola de Minas

Funciona no que era o antigo Palácio dos Governadores, erguido entre 1741 e 1748. Seu desenho foi elaborado pelo engenheiro José Fernandes Pinto Alpoim. Possui uma capela de 1781 e um chafariz de 1752. No prédio residiram governadores e presidentes até 1897, quando a capital de Minas foi transferida para Belo Horizonte.

A partir daí foi ocupado pela Escola de Minas e hoje sedia vários museus da Universidade Federal de Ouro Preto: Mineralogia (coleção com mais de 20 mil exemplares - uma das maiores do mundo), Ciência e Técnica (peças de valor histórico, científico e tecnológico), Metalurgia (objetos utilizados na fabricação de aço e alumínio), Historia Natural (acervos de zoologia, antropologia e paleontologia procedentes de várias regiões do país. Destaque para o crânio do Homem de Lagoa Santa) e Astronômico (destaque para o observatório de 1911). 

Museu do Oratório

É um dos mais belos de Minas Gerais. Abriga uma fantástica coleção de oratórios que datam do século XVII ao XX. São dos mais variados modelos, dos humildes aos suntuosos. Visita obrigatória para os apreciadores de arte.

Com uma museologia contemporânea, a coleção é muito valorizada e proporciona um ambiente que envolve o visitante nesse mundo da fé e espiritualidade. Caracterizando-se pela diversidade de tipos, tamanhos e materiais, o acervo oferece detalhes valiosos da arquitetura, pintura, vestuário e costumes da época em que foram produzidos, permitindo uma verdadeira viagem antropológica pela história do Brasil.

O museu está instalado na antiga casa do noviciado da Ordem 3ª do Carmo, em um dos locais mais privilegiados de Ouro Preto. 
Mais

hospedagem

Brumas Hostel

O Brumas Hostel está situado em uma residência charmosa em estilo colonial, perto das principais atrações de Ouro Preto, como a Igreja de São Francisco. Oferece cozinha de uso comum e lavanderia. O acesso Wi-Fi e estacionamento estão à sua disposição gratuitamente. O Brumas possui interiores coloridos decorados com artesanato local, um lounge aconchegante com lareira, TV, livros e jogos de tabuleiro. Aproveite para desfrutar da área para churrasco situada ao ar livre. Os dormitórios apresentam armários individuais e banheiro compartilhado. No Brumas Hostel, você pode saborear um buffet de café-da-manhã com frutas frescas, cereais, especialidades regionais e o famoso pão de queijo. As igrejas de São Francisco e Nossa Senhora do Rosário ficam a 2 quarteirões, e Belo Horizonte está a 96 km de distância. Para sua comodidade, o albergue dispõe ainda de um balcão de turismo e recepção 24 horas.

  • Endereço: Rua Antônio Pereiras Nº: 43 Centro
  • Telefone: (31) 3551-2944
  • E-mail: brumasonline@hotmail.com
conheça

Hotel do Teatro

Hotel em estilo colonial está localizado a apenas 10 m do Teatro Municipal Casa da Ópera de teatro, no centro histórico de Ouro Preto. O estabelecimento dispõe de restaurante, balcão de turismo e recepção 24 h. Para sua comodidade, são oferecidos Wi-Fi e estacionamento gratuitamente. Todos os quartos do Hotel do Teatro apresentam uma decoração em estilo colonial, e contam com TV LCD, frigobar e banheiro privativo com chuveiro e aquecedor de toalhas. O Hotel do Teatro está situado a 100 m de distância da Praça Tiradentes e do Museu da Inconfidência, e a 500 m da Igreja São Francisco de Assis. O terminal rodoviário de Ouro Preto fica a 5 km da propriedade.

  • Endereço: Rua Costa Senna Nº: 307 Centro
  • Telefone: (31) 3551-7000
  • E-mail: contato@hoteldoteatro.com.br
conheça

Pousada Abigail Condé

Visite a Pousada Abigail Condé , " A Pérola da Terra" e conheça Ouro Preto, Cidade Monumento Mundial da Humanidade, Capital de arte e cultura; "Circuito Do Ouro". A Pousada Abigail Condé tem um ambiente tranqüilo e aconchegante para o conforto de sua família. Contamos com estacionamento próprio. Localizada em um ponto privilegiado, possui uma maravilhosa vista panorâmica da cidade, estamos a 900 metros da Praça Principal(Praça Tiradentes).

  • Endereço: Rua Pe.J.H.Filgueiras Nº: 72 Alto das Dores
  • Telefone: (31) 3551-4141
  • E-mail: pousadaabigailconde@uol.com.br
conheça
Mais

Restaurantes

Mais

dicas

Quem é amante de lugares históricos e com uma arquitetura bem peculiar, vai adorar Ouro Preto e seus distritos. 

Mas, pra quem pensa que a única beleza de Ouro Preto vem apenas das histórias, se engana. O seu entorno traz lugares fabulosos, como os seus lindos vales, mirantes, cachoeiras e infinitas nascentes. Um paraíso perdido em meio às lendas. Um bom exemplo disso é o Parque do Itacolomi, onde fica o Pico do Itacolomi, com 1.722 metros. Por meio de trilha é possível chegar ao seu cume. Além de outras atrações, como o Museu do Chá, a capela São José e a Casa Bandeirista. 

Outro exemplo é o distrito de Santa Rita de Ouro Preto, onde são produzidas as peças que são expostas na feira de Pedra-Sabão. No distrito de Amarantina, não pode deixar de ser visitado o Projeto Reduções. Esse curioso museu apresenta miniaturas de construções de várias fases da arquitetura brasileira. Lavras Novas, vilarejo que contém as principais cachoeiras do município. São Bartolomeu, Glaura e Santo Antônio do Leite são outros distritos que merecem ser visitados.

serviços

Centro Cultural e Turístico do Sistema FIEMG
(31) 3559-3269 / 3351-3637

Centro de Atendimento ao Turista
(31) 3551-2655 / (31) 3551-5212

Ouro Preto e Circuito do Ouro Convention 
& Visitors Bureau (CVB)
(31) 3551-1469

Terminal Rodoviário
R. Padre Rolim, s/n
(31) 3559-3252 /  (31) 3551-5552

Bancos
Santander, Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, 
HSBC, Itaú e Unibanco.

Site
www.ouropreto.org.br